segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Popeye

Cakkos Amigos, ano novo, novas postagens! Para começar, vamos falar do Marinheiro Popeye, não sou muito fã dele pois toda vez papai e mamãe ao ver eu assistindo o Popeye logo falam: "Estás vendo, para crescer forte e saudável temos que comer vegetais como o Popeye!".
Que coisa deprimente ouvir isso, esse jargão é mais velho que minha Vó! Mas tudo bem, lá vai a notícia do Popeye!!!

Desenhos de Popeye agora são de domínio público na Europa

Setenta anos após a morte de seu criador, Elzie Segar, os desenhos do marinheiro Popeye se tornaram de domínio público na Europa. A informação é do jornal britânico "The London Times".

O marinheiro Popeye, personagem criado por Elzie Segar em 1929

De acordo com a reportagem, os desenhos do personagem perderam seus direitos autorais a partir do primeiro dia de 2009, e agora podem ser usados por qualquer pessoa sem que seja necessário o pagamento de alguma taxa ou autorização prévia.

A reportagem ainda explica que, embora a Europa proteja os direitos de uma obra durante 70 anos após a morte de seu criador, a política norte-americana é diferente e, por lá, os desenhos de Popeye estarão protegidos até 2024.

De acordo com o texto, o marinheiro Popeye apareceu em diversas histórias em quadrinhos, desenhos animados, jogos, filmes e propagandas desde que foi criado, em 1929, e gerou cerca de US$2,2 bilhões (cerca de R$ 5 bilhões) em vendas anuais.

"Popeye é um dos primeiros desenhos famosos do século 20 a perder seus direitos autorais", disse Mark Owen, um especialista em propriedade intelectual, ao jornal.
Fonte: (1)

Pesquise e compare aqui preços e lojas que vendem Livros e DVDs com a temática do Popeye.

4 comentários:

Lili disse...

Eu adoro o Popeye....

Caroline Meira disse...

Cakkinho, temos que comer verduras e frutas...faz muito bem....

Junior Melo disse...

O Popeye fica fortão porque come espinafre.....eu me matava de comer e não fez efeito nenhum em mim....hauhauhuahuaha

NiH disse...

Esse é um dos desenhos da época de nossos pais.